03 de fevereiro de 2018


Encontro reúne avaliadores em São Paulo

Evento para instituições acreditadoras credenciadas pela ONA fomenta a discussão sobre segurança do paciente e apresenta as principais mudanças no Novo Manual de Acreditação

São Paulo, janeiro de 2018 - Como melhorar a avaliação do corpo clínico, diminuir ações e condenações judiciais nas organizações e as mudanças do Novo Manual de Acreditação 2018 foram os principais temas abordados no 4º Encontro de Avaliadores 2018. Realizado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), o evento aconteceu no último dia 29, na sede da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo.

O presidente e diretor-geral da ONA, Dr. Cláudio José Allgayer, fez um balanço do bom ano da instituição, que obteve um crescimento de 18% de organizações acreditadas em 2017 e destacou a importância dos avaliadores nesta conquista. ”A ONA contou com o empenho e trabalho de todos vocês. Obrigado a todos e vamos continuar trabalhando juntos, para melhorar a qualidade nos serviços de saúde”, diz.

O crescimento das instituições acreditadas foi destacado pelo superintendente Administrativo Financeiro da ONA, André Ruggiero, que apresentou o balanço de 2017. “Até hoje já acreditamos mais de 2 mil instituições desde o início da ONA. Só o nível 2 de acreditação, cresceu 40%. Cada vez mais, novas organizações têm entrado no sistema e as que já estão, mantiveram ou subiram o nível de acreditação”, comemora.

O Gerente de Relações Institucionais da ONA, Dr. Péricles Góes da Cruz destacou os eventos que serão promovidos em 2018, como o Seminário Internacional que já está confirmado para a acontecer entre os dias 25 e 27 de outubro e encontros regionais que vão acontecer pelo país ao longo do ano. Além disso, a organização também já confirmou presença nos principais eventos de saúde do país.

Um dos momentos mais aguardados do evento foi a apresentação do Novo Manual de Acreditação para Organizações Prestadoras de Serviços de Saúde versão 2018, que vem com importantes mudanças. A equipe técnica da ONA, apresentou as principais alterações, como a atualização de seções e subseções e a inclusão de dois novos serviços: oncológicos e Medicina Hiperbárica.

”Focamos em uma linguagem mais clara e objetiva, não só para os avaliadores, mas também para as organizações, a ideia é que não dê margem para dúvidas”, explica a Gerente de Certificação da ONA, Andréa Righi. Além disso, a qualidade do material impresso também mudou, agora é de capa dura e espiralado, proporcionando uma maior durabilidade ao ser manuseado.

A Diretora de Qualidade Assistencial da Rede D’Or São Luiz, Dra. Helidea de Oliveira Lima, realizou uma dinâmica de grupo e convidou os avaliadores a se reunirem e observarem na prática, como as ferramentas de gestão podem ajudar a gerenciar projetos de melhoria. Dra. Helidea também ministrou a palestra sobre o Processo de Avaliação em Gestão do Corpo Clínico.

O tema Disclosure também foi abordado pelo advogado Silvio Guidi, sócio do VG&P Advogados e editor do Boletim ONA Legal.

Sobre a ONA

A Organização Nacional de Acreditação (ONA) é uma entidade não governamental e sem fins lucrativos que certifica a qualidade de serviços de saúde, com foco na segurança do paciente. É reconhecida pela ISQua (International Society for Quality in Health Care), associação parceira da OMS e que conta com representantes de instituições acadêmicas e organizações de saúde de mais de 100 países. Com 18 anos de atuação e mais de 600 instituições certificadas, a ONA se consolidou como a principal metodologia de acreditação de saúde do país. Sua metodologia possui Normas de Avaliações para 16 diferentes tipos de serviços para saúde, tais como: hospitais, ambulatórios, laboratórios, serviços de pronto atendimento, home care, clínicas odontológicas, clínicas de hemoterapia, serviços de nefrologia e terapia renal substitutiva, serviços de diagnóstico por imagem, radioterapia e medicina nuclear, serviços de processamento de roupas para serviços de saúde, programas de saúde e prevenção de riscos, serviços de dietoterapia e de manipulação, além de serviços oncológicos e hiperbárico. A ONA também certifica serviços de apoio a instituições de saúde, como lavanderia, dietoterapia, esterilização e manipulação.