07 de dezembro de 2016

CNS Realizou a 4ª Edição do Fórum Saúde

O IV Fórum de Saúde teve como tema principal nesse ano – A Saúde de um Novo Brasil. O evento aconteceu no dia 07 de dezembro, em Brasília e foi realizado pela Confederação Nacional de Saúde (CNS) juntamente com a Federação Brasileira de Hospitais (FBH), Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB) e a Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP). O evento contou mais uma vez com a presença de grandes gestores, empresários e políticos que abordaram sobre o futuro do setor.

A abertura oficial do Fórum contou com a participação do presidente da CNS, Dr. Tércio Kasten; presidente da FBH, Dr. Luiz Aramicy; presidente da CMB, Dr. Edson Rogatti; e presidente da ANAHP, Dr. Francisco Balestrin. Em seu discurso de abertura, o presidente da CNS, Dr. Tércio Kasten, comentou do desejo de realizar mais essa edição. “A realização do fórum vem da busca por melhorias no setor. Essa é uma ótima forma para unirmos conhecimentos e personalidades ligadas à saúde”, afirmou.

A programação contou com Talk Show com o tema “Novos modelos de remuneração” que teve a presença do Dr. Marcelo Britto, Vice-presidente da CNS; Dr. João de Lucena, Assessor da CNS; Dr. Luiz Rodrigo Milano, Conselheiro Fiscal da CNS e Diretor Executivo do Hospital Pilar de Curitiba; Dr. José Cechin, Diretor Executivo da Fenasaúde; além de Diocelia Jungbluth, Gerente de Relações com Mercado do Hospital Moinho de Ventos de Porto Alegre.

O coordenador desse Talk Show, Dr. Marcelo Britto, fez uma explanação sobre o tema proposto e debateu com os convidados. “Para tentar equalizar a saúde de um novo Brasil, nós vamos precisar desenvolver um modelo que signifique um alinhamento perfeito de interesses entre prestadores, operadoras e usuários. Mesmo que isso seja improvável, nós teremos que buscar esse improvável. Nesse modelo os ganhos seriam exclusivamente na entrada de novos usuários, de novos pagadores na saúde suplementar”, comentou. Antes de concluir, Dr. Marcelo ainda explanou sobre a instituição das glosas. “O modelo utilizado hoje precisa mudar. Do jeito que está nós vamos parar o sistema. Antes da operadora quebrar, quebra a rede. E isso é uma realidade posta a todos os operadores de serviços”.

Durante o evento também aconteceu o lançamento de dois livros, “A Radiografia da Tributação do Setor Saúde” e “Saúde CNS/2017”.

No encontro também foi discutido o tema “Projeto S da Saúde” que teve a participação do Deputado Jorge Solla juntamente com Dulci Tiné, assessora da CNS e Dr. Tércio Kasten, presidente da CNS. O deputado Jorge Solla é autor do Projeto S da Saúde e explanou um pouco sobre o assunto. “O setor saúde precisa de investimentos constantes na formação de recursos humanos. É um setor que precisa mais do que qualquer outro de investimento permanente e regular. Acredito que essa proposta do Projeto S vai trazer grandes benefícios. Nós fizemos essa parceria com a CNS porque essa aliança fortalece a proposta. Nós vamos continuar buscando formas de construir estratégias, porque a proposta é justa, é necessária e é viável”, enfatizou.

No período da tarde aconteceu palestra sobre “A Importância das Relações Institucionais” apresentada por Antônio Augusto de Queiroz, Jornalista e Diretor de Documentação do DIAP, e contou com a participação do Dr. Renato Merolli, vice-presidente da CNS. Durante a palestra, Antônio Augusto de Queiroz abordou sobre a importância de se relacionar com o governo e com o Congresso; atores institucionais e não institucionais; quais os pressupostos e condições para atuação efetiva; formas de atuação de grupos de pressão, dentre outros assuntos.

O evento foi finalizado com um Talk Show sobre “A Necessidade de Evolução da Legislação Trabalhista” que teve a ilustre presença do Dr. Cláudio Brandão, Ministro do TST; juntamente com Dr. Alexandre Zanetti, Assessor Jurídico da CNS; e mais uma vez contou com a participação do Dr. Tércio Kasten. O ministro Cláudio Brandão abordou sobre vários assuntos, entre eles a reforma trabalhista. “Essa reforma trabalhista faz com que o Brasil se torne um país competitivo, e para ser competitivo precisa mudar. O Brasil já está mudando e não podemos ter medo das mudanças. Nem sempre como a norma é editada corresponde ao anseio da sociedade, mas é preciso”, conclui.

Jantar da CNS

Após o Fórum de Saúde realizado pela CNS, aconteceu o jantar de confraternização com uma homenagem especial prestada pela Confederação.

Essa homenagem foi realizada pelo Dr. Tércio Kasten, presidente da CNS, juntamente com o Dr. Renato Merolli, vice-presidente da CNS e Dr. José Carlos Abrahão, ex-presidente da CNS e atual presidente da ANS, que entregaram um certificado e um troféu para Dr. Olympio Távora, como agradecimento pelos 17 anos que esteve à frente da Assessoria Técnica da CNS.

Algumas autoridades estiveram presentes na ocasião, como Dr. Francisco Figueiredo, Secretário de atenção à Saúde; Dr. Edson Rogatti, presidente da CMB; Luiz Aramicy, presidente da FBH e o Deputado Antônio Britto.

.