14 de junho de 2017

              

Delegação da CNS acompanha pronunciamento do ministro do Trabalho na OIT

 

A comitiva de representantes da Confederação Nacional de Saúde, formada pelo presidente Tércio Kasten, além dos vice-presidentes Breno Monteiro e Marcelo Brito, o diretor da CNS, Antônio Magno Brito, o assessor da presidência Braz Vieira e o coordenador do conselho jurídico Alexandre Zanetti e o membro do conselho Jurídico Rodrigo de Linhares, acompanharam nesta quarta-feira, 14 de junho em Genebra, o pronunciamento do ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira durante a 106ª Conferência da Organização Mundial do Trabalho. Em seu discurso destacou a importância da atualização da agenda do trabalho digno, com  a luta contra a mudança do clima. Lembrou que o Brasil está firmemente comprometido com a sustentabilidade ambiental, um dos pilares da Agenda 2030. "Fomos um dos primeiros países a ratificar o Acordo de Paris sobre a mudança do clima. O Brasil tem a matriz energética mais limpa entre os países industrializados, 45%   de nossas fontes de energia são provenientes  de recursos sustentáveis", afirma Nogueira. O ministro também falou sobre os avanços na área econômica no Brasil: "Já há sinais de recuperação". E afirmou que o país está trabalhando na  erradicação da pobreza,  aliado ao desenvolvimento sustentável com a geração de empregos verdes. Citou também  as reformas para que haja mais segurança jurídica e criação de empregos, "precisamos avançar porque o futuro do trabalho deve ser mais flexível", finalizou.

Ao final da conferência, Ronaldo Nogueira coordenou a reunião tripartite com a delegação  brasileira. Nesse encontro, onde estiveram também os representantes da Confederação Nacional de Saúde. Os participantes  relataram suas conclusões e encaminhamentos em relação aos temas debatidos no evento onde  a delegação brasileira participa de quatro comissões temáticas: aplicação de normas regulamentadoras para garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores; migração laboral; trabalho decente para a paz, segurança e resiliência frente aos desastres (Revisão da Recomendação sobre a organização do emprego, na transição de guerra para paz de 1944); e princípios e direitos fundamentais no trabalho, de acordo com a Declaração da OIT sobre justiça social para uma globalização igualitária, de 2008.

IHF

No início da manhã desta quarta-feira, a comitiva da Confederação Nacional de Saúde, liderada pelo presidente da entidade Tércio Kasten, visitou em Bernex na Suíça, a sede da Federação Internacional de Hospitais (IHF). A entidade fundada em 1929, reúne associações nacionais de hospitais, ministérios da Saúde e instituições do setor. A IHF é uma organização não governamental que tem o compromisso de contribuir na melhoria da qualidade e o acesso da saúde para a população mundial, com a troca de experiências entre os membros de vários países. A CNS é membro titular da entidade.

O CEO da Federação Internacional de Hospitais, Dr. Eric de Roddenberry, recebeu os representantes da CNS. Participaram também do encontro, os vice-presidentes Breno Monteiro e Marcelo Brito e o diretor da CNS, Antonio Magno Borba.