Cerimônia de abertura do CISS conta com a participação da CNS

O Congresso Internacional de Serviços de Saúde – CISS, que acontece durante a Hospitalar, teve cerimônia de abertura com a presença de lideranças setoriais das entidades parceiras do congresso – Confederação Nacional de Saúde (CNS); Federação Nacional dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde (FENAESS), Sindicato dos Hospitais do Estado de São Paulo (SINDHOSP), Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP), Associação Brasileira da Indústria Médico-Odontológica (ABIMO) e o Instituto de Ensino e Pesquisa na Área da Saúde (IEPAS).

O presidente da CNS, Dr. Tércio Kasten, abriu oficialmente um dos mais aguardados eventos da Feira e Fórum Hospitalar, o Congresso Internacional de Serviços de Saúde (CISS), juntamente com os vice-presidentes Dr. Breno Monteiro e Dr. Yussif Ali Mere Jr. “Esse congresso é muito importante para o setor, pois reúne grandes profissionais da área da saúde. O público poderá participar de debates para compartilhar experiências e tratar de questões que são pertinentes para a economia do setor”, comenta Dr. Tércio.

Durante a solenidade de abertura do congresso, a presidente e fundadora da Hospitalar, Dra. Waleska Santos, reforçou o compromisso de congregar os grandes e principais players da saúde mundial em torno de um debate mais amplo e contemporâneo sobre a economia do setor da saúde. 

O Congresso apresenta as melhores experiências internacionais de desenvolvimento e inovação no setor saúde, bem como cases de sucesso no meio empresarial, instituições de pesquisa, ensino e desenvolvimento científico-tecnológico.

O tema principal desse ano é Economia da saúde – Saúde da economia. Fundamental para buscar uma análise e discutir como se interconectam dois elementos fundamentais da sociedade moderna: economia e saúde. Saber como essas experiências podem contribuir para vencer o desafio da busca da eficiência e melhoria do desempenho e qualidade da assistência médica. E ainda durante o evento haverá debate de temas macroeconômicos e microeconômicos.