21 de setembro de 2017

Grupo de Trabalho sobre Notificações de Eventos Adversos apresenta propostas para Anvisa

O Grupo de Trabalho sobre Notificações de Eventos Adversos, esteve reunido nesta quinta-feira, 21 de setembro na ANVISA em Brasília, para elaborar propostas que serão apresentadas durante a 17° Reunião Ordinária do Comitê de Implementação do Programa Nacional de Segurança do Paciente (CIPNSP). Representado a Confederação Nacional de Saúde, Dr. João de Lucena, esteve presente contribuindo com sugestões para que sejam implementadas mudanças no banco de dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) o Notivisa, referentes às Notificações de Eventos Adversos.

O Grupo propõe que as notificações passem a ter dois níveis: Notificações Informadas e Eventos Sentinelas, que passariam a ser analisados. "A vantagem seria reduzir o trabalho que os estabelecimentos de saúde tem em analisar todos os eventos leves, sem repercussão e sem danos sobre o paciente e deixar a análise profunda do fato, apenas naqueles eventos mais graves, incluindo morte." Outras sugestões foram encaminhadas no sentido de melhorar o acesso e o interface do usuário, e de receber informações de retorno sobre o que foi notificado, bem como a integração do banco de dados de notificação da ANVISA.