27 de setembro de 2017



CNS PARTICIPA DE REUNIÃO DO GRUPO INTERCONFEDERATIVO DE EMPREGADORES EM SÃO PAULO

O assessor Jurídico da CNS, Alexandre Zanetti, participou na segunda-feira, 25 de setembro em São Paulo, da reunião do Grupo Interconfederativo de Empregadores. Participaram da reunião representantes da Confederação Nacional de Saúde, CNI, CNC, CNT, CNA e CONSIF. O grupo autônomo debateu sobre os principais impactos da Reforma Trabalhista. "Há uma preocupação por parte das entidades sobre os desdobramentos e atitudes do Ministério Público do Trabalho e Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho, que manifestamente são contrários a Modernização Trabalhista", destaca Zanetti. As entidades também farão relato à Casa Civil sobre as ações de divulgação da Reforma e os benefícios em cada setor.

Reunião no Ministério da Justiça

O assessor Jurídico da CNS, Alexandre Zanetti, também representou a entidade nesta terça-feira, 26 de setembro em Brasília, durante reunião realizada no ministério da Justiça, que tratou sobre a transparência para disponibilizar ao consumidor, dos valores cobrados pelos procedimentos, serviços e insumos, nos estabelecimentos de Saúde, conforme a Lei 10962.04 e o Decreto 5903.06. A reunião contou com as presenças do secretário Nacional do Consumidor, Artur Mendonça Rollo e a coordenadora Geral de Articulação de Relações Institucionais, Patrícia de Faria Barros. Além de representantes da Federação Brasileira de Hospitais, Confederação das Misericórdias do Brasil e Associação Nacional de Hospitais Privados.

A secretaria Nacional do Consumidor defende que o paciente particular tenha acesso à Tabela de Preços dos estabelecimentos de Saúde. As instituições afirmaram que cada estabelecimento acaba aplicando um tipo de procedimento, mas que existe uma precificação. As entidades representativas ficaram de colher mais informações no mercado, para ver se será possível ter uma padronização, garantindo total transparência aos consumidores, na hora de pagar a conta.